FC Porto 1-2 Benfica

O FC Porto perdeu um jogo que não podia perder. E perdeu porque não teve arte e engenho para fazer um bom jogo e marcar golos.

Vitória da eficácia e derrota da intranquilidade. O resultado mais justo era o empate mas os lá de baixo foram mais fortes mentalmente e a derrota não pode ser contestada por muito que me custe dizer esta aberração.

⬆️Ambiente no Dragão (Excelente ambiente no estádio com 49220 espectadores e uma bonita coreografia. Não foi por falta de apoio que o resultado não foi o desejável)

⬆️Brahimi (Melhor jogador Azul e Branco. O Argelino quis sempre a bola e foi o único a conseguir romper linhas e criar perigo. Sacou um amarelo a um dos centrais adversários bem cedo numa excelente arrancada. Se houve alguém que não merecia perder este jogo foi Brahimi)

⬆️Casillas (Podemos dizer que no lance do 1.º golo do adversário podia ter batido a bola mas Casillas não tem culpa de primeiro Adrián e depois Manafá parecerem andorinhas a perder a bola. Fez 2 excelentes defesas em 2 boas oportunidades de golo dos outros. Sem hipótese nos golos sofridos)

⬇️Conseguir chegar à vantagem fez mal à equipa. Pode parecer um paradoxo mas após o 1-0 a equipa em vez de ficar mais tranquila ficou mais nervosa e não conseguiu ter a calma suficiente para estancar a resposta que o adversário iria ter. Inexplicavelmente intranquilos. O 1/2 campo foi macio, o lado direito foi massacrado com 2, 3 e por vezes 4 adversários e o espaço entre Felipe e Manafá esteve sempre aberto para o adversário criar perigo.

⬇️Corona (Jogo triste e inócuo do Tecatito. Não ajudou Manafá, não deu grande trabalho a Grimaldo e não ajudou no meio. Exibição a anos luz das muitas realizadas esta época).

⬇️É fácil fazer o totobola à 2.ª feira mas neste jogo e mediante o jogo do adversário, tinha jogado com um 1/2 campo a 3. SC não achou e parte da derrota começou aí. Nota também para a não inclusão de Militão. O melhor defesa tem de jogar. Ponto final parágrafo).

⬇️Saída de Oliver (SC esteve bem ao passar para 352 mas na minha opinião não era Oliver a sair mas sim Herrera. Para além de estar a jogar melhor acho que se pedia um melhor critério no passe para o forcing final e ninguém melhor que Oliver para o fazer)

 

Se nada estava ganho também agora nada está perdido. Faltam 30 pontos e ainda tudo é possível. Contudo é inegável que ficou mais difícil e perder 9 pontos para o adversário em 8 jornadas merece reflexão.

Resta ganhar os 10 jogos e espera que o adversário perca 3 pontos. Para isso será importante ganhar já o próximo jogo com a Roma quanto mais não seja para moralizar as tropas.

#VamosPorto

#euAcredito

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s