“Infelizmente não é ironia”

Logo após o final do jogo FC Porto 5-0 Chaves, o Benfica, através conta privada do Twitter, pediu castigos para Brahimi e Maxi.

img_1517

brahimi e maxi

Curiosamente, sobre o lance de Maxi mostraram o video mas já sobre Brahimi apenas mostraram um frame. Porque será? Porque um frame pode levar a uma ideia completamente errada da realidade e o Benfica sabe isso perfeitamente. Porém, isso não importa quando se quer castigar o melhor jogador do campeonato.

Duarte Gomes, um insuspeito ex-árbitro com um histórico muito infeliz sempre que arbitrava o Benfica, analisou da seguinte forma o lance de Brahimi:

Dudu

“Aquele gesto de Brahimi não passou de um frame”. Perante estas palavras do Dudu… não podem existir mais nenhuma dúvida sobre o lance. Mas o Benfica não é um clube qualquer. O Benfica de Vieira é um clube mafioso e hipócrita e foi nesta última condição que fez queixinhas de Brahimi à Liga.

queixa

Perante a queixa vermelha, a Comissão de Instrutores da Liga (CI) decidiu abrir um processo a Brahimi mas, como seria normal, pediu o arquivamento da mesma.

queixa

O Benfica, através de Varandas Fernandes, reagiu a este arquivamento de forma vergonhosa e com uma total falta de noção. Numa conferência de imprensa que teve honras de direto nas televisões (RTP inclusive), o Vice-Presidente do clube das buscas, novamente munido de um frame do lance, disse o seguinte:

 “O recorrente gesto de Brahimi passa a ser um gesto de difícil interpretação. Infelizmente não é ironia. Esta decisão é mesmo uma realidade. Este episódio está ao nível dos históricos episódios da fuga dos árbitros à frente dos jogadores e colocam a autoridade das instituições nas ruas da amargura. Queremos deixar muito claro que não nos vamos calar”

 “Não ficámos satisfeitos, não está a ser feita justiça. Há dois pesos e duas medidas. Atletas nossos foram punidos com três jogos com um gesto não tão grave. Temos de ser julgados de forma igual. Não ficámos felizes, é mau para o desporto. Se é este o primeiro exemplo, estamos mal para a época inteira. Adivinham-se tempos que não serão fáceis”

“Não é possível existir uma competição com regras claras e idênticas para todos os clubes com uma exceção, para quem tem processos em análise por ameaças a árbitros, é porta-voz de roubo de informação confidencial, insulta a equipa de arbitragem. Perante isto, ainda beneficia de critérios difíceis de entender e de justificar. O ambiente de coação e ameaças sobre os árbitros tem de acabar. Precisam de sentir que têm quem os defenda. Queremos regulamentos e regras iguais para todos”

Este último parágrafo é uma delícia e levará, com certeza, toda a gente a perguntar se ele está a falar do próprio clube. Então diz o Sr. Varandas que “Não é possível existir uma competição com regras claras e idênticas para todos os clubes com uma exceção, para quem tem processos em análise por ameaças a árbitros, é porta-voz de roubo de informação confidencial, insulta a equipa de arbitragem” Como é? Vergonha é coisa que não existe para os lados da Luz e para este senhor sem espinha já é possível existir uma competição com regras claras e idênticas para todos os clubes quando um deles é investigado por Corrupção Desportiva Ativa, Corrupção Desportiva Passiva, Viciação de Resultados, Tráfico de Influências, Fraude Fiscal, Aliciamento de Jogadores e Corrupção a Funcionários da Justiça.

Uma nota que coloquei no Twitter e no Facebook sobre Varandas Fernandes:

Varandas Fernandes, o homem com rins de aço, é o porta-voz do Benfiquistão. Outrora um determinado opositor de Vieira é agora um fiel seguidor da mentira, hipocrisia, falta de noção, falta de vergonha e populismo. Por outras palavras, fiel seguidor do Vieirismo.

1534446832871

1534448276446

1534448118087

1534448202003

Logo após esta miserável reação do Benfica, o Presidente do Conselho de Disciplina da FPF, José Manuel Meirim, resolveu ouvir a voz do dono e abriu um processo disciplinar a Brahimi. Em Maio de 2017, Francisco J Marques, disse que Meirim era o novo ponta de lança do Benfica e este não se fez rogado. Com o rabinho entre as pernas traseiras, obedeceu ao dono e agora teremos de aguardar pela audição dos intervenientes.

Relembro, entre outros casos, a decisão deste mesmo presidente do CD da FPF sobre o lance de Eliseu e Diogo Viana no Benfica – Belenenses de 19 de Agosto de 2017.

img_1514

img_1515

Perante esta decisão, só resta a mesma ao processo disciplinar vergonhosamente aberto a Brahimi. E não vale a pena tentar arrastar para haver hipótese de tirar Brahimi do clássico no inicio de Outubro. A decisão sobre Eliseu ocorreu em 10 dias. O lance aconteceu no dia 19 de Agosto de 2017, a CI da Liga encaminhou o processo para o CD da FPF dia 23 de Agosto e este arquivou dia 29 de Agosto.

Sinceramente não acredito que José Manuel Meirim tenha coragem em castigar Brahimi. Iria contra as suas próprias decisões anteriores, contra o Árbitro e VAR e contra a CI da Liga. Mas… como o Polvo está mais determinado que nunca, tal o desespero desde o inicio do campeonato, em ganhar à custa de tudo e mais alguma coisa… já não coloco a mão no fogo por ninguém. Muito menos por especialistas em Direito do Desporto que já fizeram pareceres jurídicos para o Benfica “usar à vontade”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s