Os adeptos de futebol podem todos dizer: A melhor equipa foi campeã em 2017/18

Estamos a chegar ao fim do campeonato nacional 2017/18 e a próxima jornada poderá ser decisiva. Com a questão do campeão a um ponto de distância, o derby da 2ª circular no Sábado à noite pode determinar o campeão F.C. Porto e pode também determinar o 2º classificado e consequente possibilidade de entrada na, ainda mais milionária, Champions League.

Quando em Julho, todos (ou quase todos) colocavam o F.C. Porto praticamente fora da luta, Sérgio Conceição agarrou o plantel pelos colarinhos e mostrou aos rivais, desde o inicio, que tinham de contar, e muito, com este Porto. 

Pode não ser o futebol mais bonito do mundo, pode não ser o futebol mais consistente do mundo mas foi este futebol vertiginoso alicerçado em jogadores que os adeptos portistas desconfiavam que levou (vai levar) à conquista do tão ambicionado título. Um campeão mais do que justo. Os adeptos de futebol podem todos dizer que: A melhor equipa foi campeã em 2017/18.

Neste post mostro alguns dados estatísticos até à 32ª jornada. Desde defensivos a ofensivos passando por construção de jogo e acabando em itens ilustrativos das missas celebradas.

defensivos

Nos itens defensivos há uma clara superioridade do F.C. Porto. Apesar do modelo de Sérgio Conceição não privilegiar a posse e o controlo, é a equipa com a melhor defesa, mais desarmes eficazes, mais interceções e recuperações de bola. É também a equipa que mais duelos disputou e principalmente mais duelos ganhou. Um dado sintomático da garra, vontade e agressividade colocada em campo.

construçao

Em termos de construção não há novidade. O Benfica é a equipa com mais posse e passes por jogo. Por outro lado o F.C. Porto é a equipa que menos passes precisa para efetuar um passe para finalização. Em termos de dribles, quem tem Brahimi tem muitos mais dribles do que os outros. Embora não agrade a toda a gente, o Argelino é o grande desequilibrador do campeonato apesar da 2ª parte da época com menor fulgor.

ofensivos

Um dia, um Gosma disse: “Mas têm de me explicar como é que alguém quer ser campeão com Aboubakar, Soares e… Marega. Pode haver um milagre mas não vai ser fácil”. Pois bem… a piada está feita e basta olhar a tabela em cima. Domínio esmagador em praticamente todos os itens ofensivos da equipa desses 3 avançados. Estiveram em “apenas” 45 golos da equipa no campeonato (57%). Além desse domínio, o F.C. Porto é a equipa que mais golos marca na 1ª parte e menos golos marca para lá dos 90 minutos. O resto dos itens falam por si.

padres

Na tabela em cima podemos ver o domínio avassalador do Benfica. Temos de ser justos e estes itens fazem com que o clube do Polvo seja um digno vencido. Não vou estar a comentar os números porque nem vale a pena. A equipa do regime, ao contrário do que a cartilha já anda desesperadamente a querer passar, foi a mais beneficiada e o F.C. Porto a mais prejudicada. Podem ver Aqui os erros assinalados pelos ex-árbitros do painel do jornal oJogo. Não deixa margem para dúvidas e só por má fé ou desonestidade intelectual é que alguém acredita na cartilha.

Deixo também os gráficos sobre os pênaltis assinalados aos 3 grandes até agora. Tempo e resultado dos mesmos. Quando os lampiões falarem na ausência de pênaltis contra o F.C. Porto podem rir-se à vontade e mostrar isto! Apenas um pênalti sofrido, depois dos 90 minutos a ganhar por 2 golos. Foi em Guimarães! Uma diferença abismal para o F.C. Porto, o futuro CAMPEÃO NACIONAL 2017/18

penaltis e autogolos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s