Paços de Ferreira – F.C. Porto em Números e a Negação Freudiana

É amanhã na Mata Real o Paços de Ferreira – F.C. Porto a contar para a 26a jornada do campeonato. Um jogo muito importante nesta caminhada que a Nação Portista deseja que acabe nos Aliados.

O equipa adversária está numa zona perigosa, 17a posição, e vai fazer tudo para conseguir um precioso pontinho frente ao líder invicto. Convém recordar que nas duas últimas deslocações à Mata Real, para o campeonato, empatámos e perdemos. Todo o cuidado é pouco. O mau tempo previsto para o dia de amanhã não vai facilitar a vida aos jogadores. Convém também recordar que esta época perdemos pontos em 4 jogos. Além dos clássicos, empatámos no Aves, que na altura ia em 16o, e no Moreirense, que ia em 15o. Não podemos perder mais pontos nestes jogos. É absolutamente imperial não dar oxigénio ao mais direto perseguidor. Apesar do mau tempo, o Mar Azul estará presente para ajudar à vitória.

A minha equipa:

Casillas; Maxi, Felipe, Marcano, Dalot; Sérgio Oliveira e Oliver; Ricardo, Brahimi, Gonçalo Paciência e Aboubakar

No último jogo em casa, o Paços de Ferreira, perdeu com o 5LB por 3-1. Mas ao contrário que a comunicação social vermelha deixou transparecer, foi uma vitória difícil e conseguida nos últimos minutos. Os Castores fizeram a vida negra aos vermelhos. Temos de estar alerta para todos os perigos que o adversário nos irá colocar sem nunca deixar o nosso estilo e mentalidade.

Algumas notas sobre o adversário:

  • Dos 13 golos marcados em casa, 5 (38.5%) foram de bola parada, 1 (7.7%) de penalty e 2 (15.4%) auto-golos;
  • 66% dos remates efetuados nos jogos em casa, são na zona central;

Especial atenção para os lances de bola parada do Paços de Ferreira.

A Negação Freudiana

“A negação é um mecanismo de defesa que basicamente é recusar-se a reconhecer que um evento ocorreu. A pessoa afetada simplesmente age como se nada tivesse acontecido, ao comportar-se de maneira que outros podem ver como bizarro. 

Na sua forma completa, a negação é totalmente inconsciente, e o indivíduo pode ficar tão perplexo com o comportamento das pessoas ao seu redor como essas pessoas estão pelo comportamento dele. Esse mecanismo de defesa também pode ter um elemento consciente significativo, onde a pessoa simplesmente “faz vista grossa” para uma situação desconfortável.”

Alguns exemplos de Negação Freudiana

img_1243

img_1246

img_1247

img_1248

img_1250

img_1249

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s