Moreirense 0 – 0 F.C. Porto Resultado Injusto num jogo que não soubemos resolver

Quando uma equipa perde 6 ou 7 oportunidades de golo só se pode queixar de si!

O F.C. deslocou-se ao terreno do Moreirense sabendo que em caso de vitória aumentava a vantagem para um dos rivais. Depois de uma boa segunda parte contra o Sporting, esperava-se um F.C. Porto com uma entrada forte em jogo e a tentar marcar um golo cedo. Mas não foi o que aconteceu. Mais um vez entrámos mal em jogo. Lentos e com pouca intensidade. Infelizmente tem sido usual nos últimos jogos. Alguns, temos conseguido marcar depois de acordar, outros não.

Sérgio Conceição estreou Paulinho no onze inicial e apostou em Herrera e Oliver para o meio campo. Num terreno difícil, com dimensões reduzidas, era expectável que houvesse muito jogo interior e muita luta no meio. Herrera e Oliver, sempre muito pressionados, raramente conseguiam linhas de passe. Ou eram eles próprios que eram lentos a decidir o passe ou eram os avançados que não vinham buscar jogo. Apenas Paulinho conseguiu ter a bola no meio campo adversário e conseguiu fazer uma boa assistência para Aboubakar mas este atirou rente ao poste numa boa oportunidade. Gostei do Paulinho. Ainda está a apalpar terreno como é normal mas para primeiro jogo esteve bem. Tem bom toque de bola e não parece ter medo de duelos. Vai ser muito útil. Duelos em que normalmente, Brahimi, é muito forte e hoje notou-se a ausência dele. Jogou…mas não foi o Brahimi. Este foi complicativo, sem decisão e sem capacidade de atacar forte o adversário. Escandaloso o remate nas orelhas da bola numa oportunidade incrível após um grande passe de Alex Telles. Sem Danilo no meio – volta rápido por favor – e um Brahimi decisivo, esta equipa ressente-se. Contudo, apesar da segunda parte pouco conseguida, tivemos 4 oportunidades de golo. Incrível como se falha golos escandalosos. Aboubakar, Paulinho, Brahimi e Oliver tiveram o golo nos pés e não conseguiram. Resultado injusto ao intervalo apesar da exibição pobre.

Na segunda parte a equipa mudou o chip e carregou em cima do Moreirense. Mais rápida e com maior aproveitamento da largura do terreno, a equipa conseguiu esticar o jogo, o meio campo conseguiu pressionar melhor, ganhar bolas mais à frente e os laterais – mais Alex do que Ricardo – conseguiam fazer cruzamentos mais perto da linha de fundo e com isso criar mais dificuldade à defesa contrária. Sérgio Conceição viu isso e trocou Paulinho por Soares. Era preciso mais físico na área. As bolas chegaram lá mas continuamos a falhar demasiados golos. Soares teve 2 oportunidades para marcar e num livre superiormente marcado por Alex Telles, Felipe a não conseguir emendar uma recarga na boca da baliza. Mais um golo cantado que se falha. Estas falhas normalmente pagam-se com pontos e assim aconteceu. Sérgio Conceição ainda tentou mudar o estilo de jogo com a entrada de Waris para o lugar do ausente Aboubakar e no final com a entrada de Sérgio Oliveira por Oliver mas a pouca lucidez no ataque não ajudou. Já em tempo de compensação – 5 minutos dados em que se jogaram quase 3 – Waris coloca a bola na baliza mas é anulado por fora de jogo. Sobram 2 pontos perdidos num terreno que não tem sido fácil para nós. Com este empate, ficamos com 4V 4E 2D nos últimos 10 jogos oficiais em casa do Moreirense. Tinha dito há uns tempos que este campeonato se vai resolver nos jogos contra as equipas do G12. Continuo com essa ideia.

Resultado injusto em mais um jogo em que só jogámos a bom ritmo no início da segunda parte. É preciso mais. Principalmente nas primeiras partes dos jogos. Urgente e muito é melhorar a finalização que continua péssima. 1 golo nos últimos 3 jogos e meio se contarmos com o Estoril. E quando assim é…não há vitórias. Não podemos começar a pensar que não conseguimos marcar como no ano passado. É preciso calma. O cansaço não ajuda e isso é notório. Mas se não se descansou até aqui, agora vai ser mais difícil. Continuamos na luta. A parte da ansiedade e da pressão vai ser mais forte e os jogadores juntamente com a equipa técnica têm de saber encontrar a frieza suficiente para superar os obstáculos. E vão ser muitos. Agora é descansar e preparar o melhor possível o jogo contra os lampiões do Minho.

Dragão de Ouro: Alex Telles

Dragão de Prata: Felipe

Nota para os adeptos azuis que mais uma vez estiveram magníficos de início ao fim.

Árbitro: O golo de Waris parece, repito parece, ser bem anulado. Benefício da dúvida ao árbitro assistente porque o VAR não consegue ter a certeza. Na TV não dá para ver. E na dúvida…é contra o FCP. Quanto ao lance do Felipe, deixo uma questão: Se fosse um defesa a disputar o lance com o Felipe e desse uma cabeçada neste por ter chegado tarde, não era falta? Com o guarda-redes não é igual? Ou por ser com a mão é diferente da cabeça? Para mim é pênalti. Ridiculo o cartão amarelo ao guarda-redes do Moreirense aos 93 minutos. Para quê? ou é logo na primeira tentativa de queimar tempo ou mais vale estar quieto.

#vamosganhar

2 thoughts on “Moreirense 0 – 0 F.C. Porto Resultado Injusto num jogo que não soubemos resolver

  1. Caro Bala, boa tarde.
    Gostei da análise. O momento não é, de facto, o melhor.
    Discordo do lance do golo anulado, quanto a mim mal. Se reparar nas imagens que por aí andam, verificará que o VAR não pode ‘acatar’ a decisão do FdL porque este está muito mal colocado. Na minha opinião, não está a ver o jogador Ruben Lima a colocar o Waris em posição, pelo menos, em linha. Depois é a história do ângulo da câmara de filmar. Estes estádios não comportam o mm número de câmaras posicionadas para, claramente, permitirem a análise dos lances pelo VAR. Sendo assim, algo vai mal no Reino do Portugalistão. Não há papel, não há palhaço. O estádio não tem condições para cumprir os regulamentos, aluguem um que as tenha, não quero saber se o clube é pequeno. Assim, o que prevalece é a inverdade desportiva.
    1 abç e viva o FCPorto, contra tudo e contra todos.
    Luís Oliveira

    Gostar

    1. Boa tarde Luís,
      Ontem com a cabeça inchada e a quente não vi o posicionamento do fiscal de linha. Já hoje afirmei isso sobre o posicionamento dele. Está mal colocado e assim não pode avaliar com exatidão o lance. No entanto, não sei dizer se é ou não fora de jogo. Tenho dúvidas. Dúvidas que o fiscal não teve pois caso contrário devia deixar seguir. Já sabemos como é em caso de dúvida. No ataque do FCP beneficia-se a defesa. Mas escandaloso é o lance do Felipe com o redes. Pênalti claro e o VAR tem obrigação de ver. Mais um para a contabilidade.
      Quanto às câmaras, nada acrescento ao que o Luís disse. É ridículo a forma como dizem à boca cheia que querem verdade desportiva e mais não sei o quê e depois vemos constantes atropelos aos regulamentos.
      Temos de ser mais fortes…e para isso acontecer, marcar golos ajuda. Muito.

      Obrigado pela paciência na leitura:)
      Grande abraço 💪🏻🇸🇻

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s